Entrevista Líder Comunitário Campos do Jordão

Campos do Jordão, 15 de maio de 2020

Via whatsapp de Paula de Oliveira Feliciano

[Contexto Convid-19]

  • Apresentação pessoal dos líderes comunitários responsáveis pelo projeto Gastronomia Solidária: Roseli de Sousa Neto, Maria Joaquina Santos e Luiz Fernando Pereira.
  • Apresentação do Mercado em Foco e da nossa vocação, por Paula de Oliveira Feliciano.

1- Descrição da iniciativa Gastronomia Solidária (o que é, tempo de duração, atividade desenvolvida e frequência);

  • O projeto nasceu no encontro de três lideranças comunitária que já identificava uma necessidade de apoio frequente à sociedade jordanense desassistida: Joaquina, Luiz Fernando e Roseli. Ambos identificaram juntos que o contexto da pandemia Covid-19 acentuou a perda de empregos e ampliou a necessidade de apoio permanente para suprir necessidades básicas daqueles que perderam seus empregos formais no contexto atual;
  • Atuação do projeto Gastronomia Solidária: recolher alimentos (doações de empresas ou xepa de feiras locais), pré-processar, produzir refeições e distribuir; os voluntários são orientados a partir da sistemática da segurança alimentar e higiene de alimentos pela Profª Drª Roseli;
  • A gastronomia se configura como uma fonte imediata de renda que pode contribuir para as ações de impacto social em termos de necessidades básicas: itens de higiene e alimentação;
  • Os líderes organizam e executam, com uma equipe média de 14 voluntários por dia, a confecção de uma média de 130 marmitas solidárias, no primeiro mês; A arrecadação financeira é distribuída aos projetos de impacto social das associações parceiras: Amigos em Ação CJ, Apae CJ, Casa da Acolhida Rainha da Paz, Futsal Feminino, Patinhas que Amam e Projeto de Fralda Solidária;
  • Impactos atuais: recolhimento entre 50 e 100Kg de alimentos que seriam desperdiçados nas feiras e mercadores da cidade de Campos do Jordão; venda de 130 marmitas solidárias, no primeiro mês;
  • Outras iniciativas em andamento: Mesa Solidária ( troca de comidas entre quem precisa e quem pode doar) e Show de Prêmios Online(doadores de produtos e utensílios para venda online e arrecadação financeira para os projetos de impacto social); Vilas Sustentáveis (hortas comunitárias nos bairros da cidade(projeto educativo contra o desperdício e a favor da mudança de comportamentos sobre os alimentos e o consumo comunitário);

2- A partir de suas vivências na comunidade jordanense, quais são profissionais mais atingidos com desemprego, nesse contexto da pandemia Covid-19, na cidade de Campos do Jordão?

  • Todos relacionados a restaurantes e hoteleira/turismo;
  • Autônomos como vendedores de pinhão, salão de beleza;
  • Comércio com foco no atendimento ao turista ;
  • Citou-se que 80% das casas de veraneio estão cheias de donos e há visível abalo psicológico dos caseiros que estão com medo de serem contaminados;
  • Citou-se que há, em média, 800 cidadãos jordanenses que perderam seus empregos ou fonte de renda principal no contexto da pandemia covid-19.

3- Para vocês, quais os temas emergenciais que devem ser considerados para apoiar a comunidade da cidade de campos do Jordão, nesse contexto da pandemia?

  • Na arrecadação frequente de alimentos, tanto para a produção das Marmitas Solidárias como Mesa Solidária;
  • Na divulgação dessas iniciativas de impacto social compartilhando em mídias sociais próprias, do Mercado em Foco e mídias locais e regionais; * Foi sugerido espaço para colocação do logo do Mercado em Foco como apoiador do Gastronomia Solidária; [Paula se voluntaria para atuar nessa frente]
  • Sugeriu-se disponibilizar o know how dos profissionais do Senac em ações práticas relacionadas ao turismo, como elaborar conteúdos e ações aplicados à CJ pensando no pós pandemia como cartilha de higiene em habitações, quartos, travesseiros, cama, etc;

4- Como vocês vêem o produto planejado pelo Mercado em Foco para apoio à comunidade e a parceria do grupo colaborativo com a iniciativa Gastronomia Solidária? (Curto e Médio prazos)

A) Produto planejado foi validado como relevante pelos líderes comunitários, conforme descrição abaixo:
a. cadastro robusto de profissionais impactados (desempregados) pelo contexto covid-19 [inventário de profissionais desassistidos];
b. classificação por tipologia de talentos/serviço prestado;
c. ferramenta está sendo alinhada com projeto do Celso, da papelaria Arco íris [plataforma de vendas na abernéssia]
d. Divulgação nas comunidades;
→Via líderes comunitários (divulgação e apoio in loco para receber as inscrições – nome, telefone/whatsapp e serviço prestado); [Paula se voluntaria para atuar nessa frente]
→Via selo/adesivo a ser colado em materiais (sacolas, embalagens, etc) de parceiros

* Foi oferecido pelo Gastronomia Solidária a possibilidade de auxiliar o Mercado em Foco no cadastramento desses profissionais, a ser definido assim que a proposta se estruturar. [Paula se voluntaria para atuar nessa frente intermediando junto líderes comunitários]

B) Parceria com Mercado em Foco é percebida como relevante, principalmente para repensar ações pensando em como a cidade vai renascer após a pandemia no ponto de partida do cidadão e que não sejam ações de assistencialismo. [Paula propõe pensarmos em ações que valorizem a criação/fortalecimento de um ciclo curto de comércio e consumo na cidade de Campos do Jordão]

Dados e Responsável pelo recebimento de doações para o projeto Gastronomia Solidária:

Contato telefônico: Luiz Fernando Pereira – 12 99765-5512
Banco Santander
Agência 3087
Conta corrente:0108329-21
Luiz Fernando Pereira ou Bethânia Katz
CPF: 340.958.928-70

Por Paula de Oliveira Feliciano do Grupo Colaborativo Mercado em Foco.

Compartilhe este post